Avaliação da consecução do projeto pela FCT

Projecto: PTDC/HIS-ARQ/112983/2009
Título: “Espaços naturais, arquitecturas, arte rupestre e deposições na pré-história recente da fachada ocidental do centro-norte português: das acções aos significados (ENARDAS)”
Investigador Responsável: Ana Maria dos Santos Bettencourt


“A – Relatório Final APROVADO”
“Os objectivos científicos previstos foram plenamente atingidos. Os resultados evidenciam grande qualidade científica, nomeadamente ao nível das publicações em revistas internacionais com referee. O projecto contribuiu para a formação de jovens investigadores e para a projecção internacional da equipa envolvida.”

” The project involved the participation of numerous researchers from different scientific areas, belonging to various institutions and nationalities. Its coordination demanded the principal investigator a remarkable involvement.
The project presented ambitious targets, which involved an accurate articulation between the very different archaeological areas. One of its added value lies precisely in the exploration of these various interfaces. This difficult task was conducted competently, having achieved all the defined objectives.
This evaluation considers that the project’s objectives defined at the outset have been fully achieved. Most notably was the way in which these objectives were achieved, since they presupposed the articulation of several archaeological realities, usually dealt separately.
Note also that the extensive diachronic Project, from the Neolithic to the Bronze Age and the broad approached geographical area, covering the Centre and North of the Portuguese territory, lent an added difficulty to the project’s success. This fact deserves to be properly highlighted, as this did not prevent the full realization of the main objectives of the Project.

Novos resultados do Enardas no “Anthraco2015 – 6th International Anthracology Meeting. Local to Global Significance of Charcoal Science”.

Foram apresentados resultados de ecofactos recolhidos no âmbito da tarefa 2 do projeto Enardas no Anthraco2015 – 6th International Anthracology Meeting. Local to Global Significance of Charcoal Science, que decorreu em Freiburg (Alemanha), entre 30th August – 6th September 2015 (ver item divulgação).

 

Nova tese de doutoramento defendida no âmbito do Enardas

10904_448326981989388_4683405439553712738_n-2Foi ontem defendida a tese de doutoramento de Daniela Cardoso intitulada “Arte Atlântica do Monte de S. Romão (Guimarães) no Contexto da Arte Rupestre Pós-paleolítica da Bacia do Ave – Noroeste Português“, na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, em Vila Real, com a classificação de 18 valores.

Este trabalho foi entregue para defesa antes do término deste projeto.
Parabéns à nova doutorada!

IMG_1978IMG_1987

O projecto Enardas cumpriu e superou os objetivos propostos

O projeto Enardas, que terminou hoje,  dia 31 de outubro de 2014, cumpriu todos os objetivos propostos. Nalguns casos esses objetivos foram mesmo superados, nomeadamente em termos de comunicações ou posters  em eventos científicos nacionais e estrangeiros, em termos de artigos em revistas portuguesas, em termos de capítulos de livros e em termos de trabalhos de pós-graduação, tendo uma das dissertações de mestrado sido substituída por uma tese de doutoramento.

A todos os que contribuíram para este sucesso a investigadora responsável agradece a dedicação e o sentido de responsabilidade.

Ana M. S. Bettencourt

Novo livro no âmbito do projeto Enardas

Ana M.S. BETTENCOURT, Beatriz COMENDADOR REY, Hugo A. SAMPAIO & Edite SÁ (eds.) (2014). Corpos e metais na fachada atlântica da Ibéria. Do Neolítico à Idade do Bronze. Braga: CITCEM, APEQ. E-book

Disponível em linha em: https://apeqestudosdoquaternario.files.wordpress.com/2014/10/livro_final_v01.pdflivro_final_v01

Nova tese de doutoramento no âmbito do projeto Enardas

Foi concluída e entregue para defesa a tese de doutoramento de Daniela Dolores Faria Cardoso intitulada “Arte Atlântica do Monte de S. Romão (Guimarães) no Contexto da Arte Rupestre Pós-paleolítica da Bacia do Ave – Noroeste Português”. Já todos os elementos do júri consideraram a tese em condições de ser defendida e as provas públicas estão marcadas para o dia 16 de março de 2015.